Segundas de primeira – Ana Moura e Trocado por Miúdos

Segundas de primeira – Ana Moura e Trocado por Miúdos
 

As segundas podiam ter melhor fama. Para combater o estigma começamos a semana com boas notícias. Em algumas olhamos para o nosso umbigo, noutras partilhamos a positividade que por aí vai. Esta segunda é assim:

 

 

Ana Moura: um portento

Desde sempre gostei da Ana Moura porque é a voz que mais me faz lembrar o fado, mas facilmente podia falar no Carlos do Carmo, Camané, Mariza, Carminho, Cuca Roseta ou Raquel Tavares… Se formos a ver, neste momento atira-se uma pedra e é quase certo que vai cair na cabeça de um excelente fadista.

A cereja no topo do bolo é ter esta qualidade vocal aliada às letras mais fantásticas que pode haver, nomeadamente quando se cantam os grandes poetas (ver Cavaleiro Monge, na voz de Mariza e palavras de Fernando Pessoa). O melhor exemplo de entre os mais recentes é sem dúvida o Desfado na voz de Ana Moura.

Deixamos-lhe aqui o vídeo e a letra para poder interiorizar esta verdadeira obra de arte em todos os sentidos.

DESFADO (Voz: Ana Moura / Letra e música: Pedro da Silva Martins)

Quer o destino que eu não creia no destino
E o meu fado é nem ter fado nenhum
Cantá-lo bem sem sequer o ter sentido
Senti-lo como ninguém, mas não ter sentido algum

Ai que tristeza, esta minha alegria
Ai que alegria, esta tão grande tristeza
Esperar que um dia eu não espere mais um dia
Por aquele que nunca vem e que aqui esteve presente

Ai que saudade que eu tenho de ter saudade
Saudades de ter alguém que aqui está e não existe
Sentir-me triste só por me sentir tão bem
E alegre sentir-me bem só por eu andar tão triste

Ai se eu pudesse não cantar "ai se eu pudesse"
E lamentasse não ter mais nenhum lamento
Talvez ouvisse no silêncio que fizesse
Uma voz que fosse minha a cantar alguém cá dentro

Ai que desgraça esta sorte que me assiste
Ai mas que sorte eu viver tão desgraçada
Na incerteza que nada mais certo existe
Além da grande certeza de não estar certa de nada

Ai que saudade que eu tenho de ter saudade
Saudades de ter alguém que aqui está e não existe
Sentir-me triste só por me sentir tão bem
E alegre sentir-me bem só por eu andar tão triste

 

 

O palavrão do dia trocado por miúdos

// AIDA

Nop, não estamos a falar da ópera em quatro actos de Verdi (mas deixem que vos diga que é um conceito tão importante para comunicação como a ópera é para a música clássica). AIDA é a explicação de um processo em 4 etapas. Utiliza uma sequência de acções com o objectivo de preparar o potencial cliente e levá-lo a tomar a decisão de compra no momento certo.

Chamar a Atenção | Cativar o Interesse | Despertar o Desejo | Levar à Acção

Inteligente não? Deve ser por isso que é uma das técnicas de venda mais eficazes que existe.

 


E de resto, BOA SEMANA!

José Villa Cardoso - LinkedIn

 

 

Testemunhos

“ADSO= Inovação e Competência. Mais que um fornecedor de serviços são parceiros estratégicos.” Filipe Silva – FAFstone

“Pela seriedade, profissionalismo e empenho! Sabe "vestir" a nossa camisola!” António Ressurreição

 

Comentar

Enter the word

Contacte-nos

Enter the word

Links directos


 
classificado em: , ,
Top