Segundas de primeira – Playlist JVC

Segundas de primeira – Playlist JVC
 

As segundas podiam ter melhor fama. Para combater o estigma começamos a semana com boas notícias. Em algumas olhamos para o nosso umbigo, noutras partilhamos a positividade que por aí vai. Esta segunda é assim:

 

 

Playlist JVC – Já não se faz música assim

Qualquer altura é excelente para fazer uma ode à música dos anos 60/70/80. Já há muito tempo que o queria fazer e hoje é um dia tão bom como os outros.

Para mim não há música como esta. Músicas que faziam sentido e eram sentidas, que tinham histórias por detrás o que lhes dava mais valor. Nomes como Velvet Underground, The Cure, Nick Cave, Clash fazem parte da minha playlist essencial.

Abaixo deixo algumas pérolas dos tempos áureos da música:

 

DIRE STRAITS - MONEY FOR NOTHING

Álbum: Brothers in Arms| Data de lançamento: 1985

Não sendo uma banda que eu admiro por aí além, este álbum ficou na história até pelo facto de ter sido o primeiro vídeo a passar na MTV e ter muito a ver com o que era a cultura de consumo daquela época. No fundo o nome da música, e o próprio nome da banda representam o apogeu do homem comum.

 

 

THE CLASH - LONDON CALLING

Álbum: London Calling | Data de lançamento: 1979

O retrato mais gritante que pode haver da sociedade são os The Clash em que as suas músicas são autênticos hinos de uma geração. Toda a discografia é um retrato apaixonado e desapaixonado do que era a vida da juventude londrina.

 

 

TRANSVISION VAMP - I WANT YOUR LOVE

Álbum: Pop Art | Data de lançamento: 1988

Num registo feminino do que era a rockalhada dos anos 80 e do retrato social que as músicas representavam, temos uma pérola que é a Wendy James dos Transvision Vamp, uma banda que não sendo muito conhecida mas que ficou na retina (e no ouvido) através desta música.

 

 

JOY DIVISION - LOVE WILL TEAR US APART

Data de lançamento: 1980

Se os The Clash são o retrato de uma geração que se perdia nas aventuras e desaventuras dos anos 80, os Joy Division fazem o retrato dos anos 70 – uma geração mais gótica, mais elitista, mais sonhadora e onde se percebe claramente o peso cultural da música na juventude.

 

 

NICK CAVE & THE BAD SEEDS - THE WEEPING SONG

Álbum: The Good Son | Data de lançamento: 1990

Em contraste com a new wave britânica temos um artista de quem sou um fã incondicional que tem um universo negro na música e nas letras e que tem passado várias décadas desde a sua primeira banda – os Birthday Party. The Weeping Song é uma música cantada a meias com Blixa Bargeld que os amantes da música industrial conhecem como o vocalista dos Einsturzende Neubauten. De qualquer das formas esta música é uma música de uma beleza e profundidade extrema.

 

 

THE VELVET UNDERGROUND - I'LL BE YOUR MIRROR

Álbum: The Velvet Underground and Nico | Data de lançamento: 1967

Qualquer lista que eu fizesse tinha que ter os Velvet Underground, a melhor banda de todos os tempos, uma banda que fazia música como nunca mais se vai fazer. Eu poderia muito bem fazer uma playlist só com músicas deles (quem quiser pode ouvir o famoso album da Banana), mas para pôr gente a gostar dos Velvet aqui fica uma música que é uma declaração de amor escrita por John Cale e com filmagem de Andy Warhol, o mentor e criador dos Velvet.

 

 

THE CURE - LULLABY

Álbum: Disintegration | Data de lançamento: 1989

E para provar que não nos esquecemos dos The Cure acima mencionados aqui fica uma canção de embalar para terminar esta playlist. Já se esta rúbrica saísse à sexta-feira a música mais adequada deles seria o Friday I’m in Love. Robert Smith no seu melhor.

 

E de resto, BOA SEMANA!


Testemunhos

“ADSO= Inovação e Competência. Mais que um fornecedor de serviços são parceiros estratégicos.” Filipe Silva – FAFstone

“Pela seriedade, profissionalismo e empenho! Sabe "vestir" a nossa camisola!” António Ressurreição

 

Comentar

Enter the word

Contacte-nos

Enter the word

Links directos


 
classificado em: , ,
Top